O que é Condensadora e Evaporadora?
Última atualização:

O que é Condensadora e Evaporadora?

Os aparelhos de ar condicionado do tipo split são divididos em duas partes: condensadora e evaporadora.

Os splits ganharam sua popularidade pelas vantagens que esta divisão proporciona durante o uso e instalação. Quando são comparados aos aparelhos de ar condicionado de janela comuns, os chamados ACJ, que contém a condensadora e a evaporadora integrados em um único conjunto, os splits apresentam as seguintes vantagens: sistema modular, redução de peso, baixo ruído durante operação, facilidade em trocar os filtros, instalação sem quebra de parede, entre outras.

Diferente do pensamento popular, não existe um “gerador de frio”. O conforto térmico que os aparelhos de ar condicionado proporcionam vem da transferência de calor, de dentro do ambiente para fora.

Todos os sistemas de ar condicionado usam o ciclo frigorígeno, necessitando de no mínimo dois trocadores de calor. Em ambos os trocadores, o fluido refrigerante circula continuamente entre eles, sendo que um deles ganha e outro perde calor. Desta forma temos uma bomba de calor, capaz de transferir o calor de um ponto para outro. Em outras palavras, um lado será frio e o outro quente, o lado frio transfere seu calor para o lado quente.

Condensadora

Condensadora

Conhecida também como unidade externa, a condensadora é instalada sempre do lado de fora do ambiente climatizado.

É composta por: compressor, trocador de calor e ventilador.

Pela tomada de entrada ela recebe o fluido refrigerante que vem da evaporadora em estado gasoso de baixa pressão que é enviado ao compressor. O compressor tem como função comprimir o fluido refrigerante que pressurizado aumenta sua temperatura. Apos comprimido o fluido passa pelo trocador de calor da condensadora onde é resfriado a ar por ventilação com o ar externo, o fluido refrigerante perde calor e se torna líquido, em outras palavras ele “condensa”. O fluido sai da condensadora pela tomada de saída em estado liquido e alta pressão até a evaporadora.

Saiba mais sobre os cuidados na instalação da condensadora em: Onde Instalar a Unidade Externa.

Evaporadora

EvaporadoraTambém conhecida como unidade interna, a condensadora é instalada dentro do ambiente que se deseja climatizar.

É composta por: válvula de expansão, trocador de calor, ventilador, filtro, placa eletrônica de comando e controle remoto.

O fluido refrigerante pressurizado, que vem da condensadora em estado líquido, é enviado a válvula de expansão que reduz sua pressão. Com sua pressão reduzida o fluido refrigerante passa pelo trocador de calor que perdendo calor retorna ao estado gasoso. O fluido sai da evaporadora em estado gasoso e em baixa pressão retornado a condensadora.

Saiba mais a respeito dos cuidados na instalação da evaporadora em: Onde Instalar a Unidade Interna.

Onde Instalar a Unidade Externa?
Última atualização:

Onde Instalar a Unidade Externa?

A unidade externa, conhecida também como condensadora, é a parte do ar condicionado split que ficará instalada no ambiente externo. O local a ser escolhido para a instalação da unidade externa é essencial para o bom funcionamento da unidade, influenciando a vida útil do equipamento e deverá permitir fácil acesso a manutenção. Entre a unidade externa e a unidade interna deverá ser feito um furo com 6 cm de diâmetro na parede para possibilitar a passagem de tubos, cabo e dreno, que requerem um posicionamento adequado.

Água e Umidade

A umidade é a principal responsável pela corrosão da condensadora e seu suporte. Durante a instalação de preferência a locais secos, abrigados da chuva e sem a presença de maresia. Se a unidade ficar próxima ao nível do solo, certifique-se que não ocorra alagamentos no local. No caso de unidades que possuem inversão (modo quente/frio) deverá ser levado em consideração a condensação de agua e a necessidade de um dreno no local de instalação.

Fluxo de Ar

Para um bom funcionamento da unidade, é importante que a condensadora troque calor com o ar externo e o mesmo seja renovado continuamente. O local ideal é bem arejado, onde ocorra a melhor ventilação possível de ar e com pouca ou nenhuma presença de pessoas. Evite locais fechados, confinados, sem circulação de ar, como interior de telhados e áreas de serviço. Não direcionar a descarga de ar da condensadora para uma parede ou obstáculo. Respeitar os limites mínimos de espaço da unidade com as paredes, que geralmente é de 30 cm no mínimo. Verificar a ausência de fontes de calor, vapores, fumaça, poeira e partículas sólidas em suspensão.

Suportação e Ruído

O local escolhido para instalação deverá ser firme, resistente e corretamente nivelado, com capacidade para suportar o peso da unidade externa e sua vibração. Durante o funcionamento é normal a geração de ruídos indesejáveis, devido a vibração, que devem ser atenuados com calços de borracha. Em locais elevados, como no alto de prédios, deverá ser considerado um reforço na fixação do suporte, devido a incidência de ventos fortes e risco de queda. O suporte poderá perder sua resistência em condições de umidade e exposição solar, dependo do material de fabricação, saiba mais em: A Importancia do Suporte.

Segurança

Nunca instale a unidade em local que possa ocorrer a presença de gases inflamáveis. Dispositivos de alarme ou incêndio que usam sensores com princípio termovelocimétrico ou infravermelho podem ser acionados indevidamente pelo fluxo de ar quente. É obrigatório o aterramento da carcaça metálica, conforme ABNT NBR 5410.